ROTARY CLUB DE PIRACICABA- CIDADE ALTA

DISTRITO 4310

HISTÓRIA DA FUNDAÇÃO E PRIMEIRO ANO DE VIDA ROTÁRIA

(Clique nos trechos em azul  para ver os anexos)

            Corria o ano de 1968. O Rotary Club de Piracicaba, fundado em 15 de fevereiro de 1941, acabara de completar 27 anos e, pela primeira vez, tinha um governador entre seus membros, Sebastião Santos de OliveiraO Distrito era o 461 e o presidente do Rotary International, naquele ano rotário de 1967-68, era o americano Luther H. Hodges e seu lema: “Tornem Eficiente a sua Afiliação Rotária”. 

            O presidente do clube era o dinâmico rotariano Carlos Sachs que aceitara o desafio do governador no sentido de fundar mais um clube na região de Piracicaba: no ano anterior, 1967, o clube tinha sido padrinho de dois outros que estavam em pleno funcionamento: Rio das Pedras e Piracicaba-Vila Rezende. Assim decidido, foi nomeado como Representante do Governador, o rotariano Fortunato Losso Neto.

            Na página 3 do boletim informativo nº1, de junho de 1968, do RC de Piracicaba-Cidade Alta, lemos: “No dia 7 de março de 1968, reuniram-se, no Salão de Conferências do Jornal de Piracicaba, cerca de 30 convidados com uma plêiade de rotarianos do Rotary Club de Piracicaba, encarregados de fundar um novo Rotary Club da Noiva da Colina. O companheiro Fortunato Losso Neto, representando o Governador do Distrito 461, Sebastião Santos de Oliveira e mais os companheiros Carlos Sachs, Michel Cury, Julio Marcos, Agenor R. Ferraz, Francisco Munhoz, Milton Nascimento, Américo Migliolo e Felisberto Pinto Monteiro, explicaram aos presentes a intenção de fundar um novo núcleo rotário na Cidade Alta em território a ser cedido pelo R.C. de Piracicaba”.

            A seguir, foram realizadas mais duas reuniões preparatórias nos dias 16 e 23 de marçodas quais resultaram a indicação de um conselho diretor para a condução administrativa do clube nessa fase inicial de sua implantação, sob a presidência do prof. Humberto de Campos. Finalmente no dia 28 de março, nas dependências da cantina do Clube de Campo de Piracicaba foi realizada a primeira reunião jantar do clube denominado “provisório”, conforme convite publicado no Jornal de Piracicaba. No dia seguinte, o próprio Jornal destacava o evento através da seguinte notícia : “Rotary Provisório ‘Cidade Alta” realiza primeira reunião-jantar ¾ Ontem, no Clube de Campo, teve lugar a primeira reunião jantar do Rotary Club Provisório Piracicaba ‘Cidade Alta’, estando presentes 45 rotarianos de Piracicaba-Centro, Piracicaba-Vila Rezende, Rio das Pedras e Piracicaba ‘Cidade Alta’. A reunião foi presidida pelo prof. Humberto de Campos, estando na secretaria o sr. Ivaldo Togni. O diretor de protocolo, dr. Luiz Antonio Abrahão, saudou os presentes dizendo da satisfação de contar com tantos companheiros, na reunião estreia do clube provisório da Cidade Alta. Sobre estruturação de Rotary falou o dr. Losso Neto, representante especial do Governador do Distrito para instalação do novo clube. Usaram da palavra, ainda, os rotarianos Carlos Sachs, presidente do Clube de Piracicaba; Jairo Araritaguaba Filho, presidente do Rotary Club da Vila Rezende; José Roque Marino, vice-presidente do Clube de Rio das Pedras; sr. Michel Cury; Prof. Leontino Ferreira de Albuquerque, Américo Fortunato Migliolo, prof. Nélio Ferraz de Arruda e sr. Ivaldo Togni.” A relação completa dos participantes foi registrada em livro próprio sendo essa reunião considerada como data oficial da fundação do clube. O registro da ata da reunião de fundação foi feito no Primeiro Cartório de Piracicaba em 25 de maio de 1970.

            A reunião jantar do dia 9 de abril foi a primeira inter-clubes com os clubes de Piracicaba e Rio das Pedras, agora reunindo mais de 60 rotarianos. Nessa reunião aconteceram as primeiras doações de bandeiras para comporem a panóplia do clube. O boletim do clube, já citado, registra no seu número 1 as bandeiras recebidas e respectivos doadores. O primeiro sino rotário foi especialmente doado pelo Rotary Club de Piracicaba-Vila Rezende.

            De 17 a 20 de abril realizou-se a Conferência do Distrito 461 em Águas de Lindoia sob a presidência do Governador Sebastião Santos de Oliveira.

            No dia 6 de maio foi realizada a primeira assembleia do clube, nas dependências do Jornal de Piracicaba, com o objetivo básico de discutir as funções e composições das comissões do clube. 

            A primeira reunião festiva à qual compareceram as esposas dos rotarianos aconteceu no dia 14 de maio quando o clube foi instalado e o presidente Humberto de Campos foi convidado para continuar  na presidência. Na oportunidade, o Governador Sebastião Santos de Oliveira anunciou o nome dos novos rotarianos considerados sócios fundadores do Rotary Club de Piracicaba-Cidade Alta: 

 

Antenor Bonato (Maria Odete)

Cal. Fabricação

 

Antonio Corazza Jr. (Maria Helena)

Material Plástico. Varejo

 

Antonio Oswaldo Storel (Marilene)

Odontologia. Odontopediatria

 

Antonio Rodrigues Gomes Perianes (Nilza)

Ferragens. Varejo

 

Arlindo Azeredo (Natalina)

Transporte Ferroviário. Cargas

 

Arnaldo Corazza (Irene)

Móveis Estofados. Varejo

 

Cândido de Faria Alvim (Nair)

Saúde Pública

 

Edson de Andrade e Paula (Maria Laura)

Odontologia. Prótese

 

Helládio do Amaral Mello (Yolanda)

Silvicultura

 

Homero Scudeller (Delta)

Tintas e Vernizes. Varejo

 

Humberto de Campos (Vanda)

Ensino Superior. Matemática

 

Ivaldo Togni (Célia)

Carnes Preparadas. Varejo

 

João Gorga Filho (Hilda)

Odontologia. Clínica Geral

 

João Lúcio de Azevedo (Maria Alice)

Genética de Microrgasnismos

 

José Olivetti Netto (Carmen)

Café. Torrefação

 

Luciano Nunes Montenegro (Yonne)

Seguros de Incêndio

 

Luiz Antonio Abrahão (Maria Aparecida)

Advocacia Civil

 

Luiz Ernesto George Barrichelo (Sonia)

Tecnologia . Produtos Florestais

 

MaksWeiser (Esther)

Automóveis. Varejo

 

Moacyr de Oliveira Camponez do Brasil Sobrinho (Terezinha)

Ensino Superior. Química Agrícola

 

Moacyr Aguiar Jorge

Automóveis. Peças e Acessórios

 

Nélio Ferraz de Arruda (Nilde)

Ensino Técnico Profissional. Artes e Ofícios

 

Octávio Freire (Helena)

Conservação do Solo

 

OlícioHellmeister (Anayde)

Carne Verde. Varejo

 

Otto JesuCrócomo (Diva)

Ensino Superior. Química Biológica

 

Raja Cury (Lorice)

Móveis Estofados. Fabricação

 

Rubens Pilli (Maria de Lourdes)

Sabão e Sabonete. Distribuição

 

Sérgio Delfini Severi (Terezinha)

Supermercados

 

Waldemar Rambaldo (Mercedes)

Balas. Fabricação

 

            Finalmente, chegou o grande dia, 25 de junho de 1968, quando o clube recebeu das mãos do Governador Sebastião Santos de Oliveira, a Carta Constitutiva ( denominação da época do atual Diploma de Admissão em Rotary) numa reunião festiva que reuniu cerca de 300 pessoas. A sessão foi inicialmente presidida pelo Governador Sebastião, que após a entrega do diploma de admissão, empossou o companheiro Humberto de Campos na presidência do clube

            A tradicional entrega da chupeta foi feita pelo companheiro Heitor Cordeiro, então presidente do Rotary Club de Iguape. Tornávamos, naquele momento, o caçula do Distrito 461, posição que mantivemos até o dia 16 de dezembro de 1968 quando a transferimos para o Rotary Club de Mauá.

            Nessa oportunidade o clube homenageou os seguintes companheiros do clube padrinho entregando-lhes cartões de prata, merecedores que foram de nossa perene gratidão: Sebastião Santos de Oliveira, Losso Netto, Carlos Sachs, Michel Cury e Júlio Marcos. Às suas esposas foram ofertados ramalhetes de flores. Cada sócio fundador foi brindado com uma cópia do livro “A Realização do Ideal de Servir”, ofertada pelo Governador Sebastião.

            Foram entregues as tradicionais taças às caravanas presentes: a mais numerosa foi do Rotary Club de Rio das Pedras, que esteve presente com 100% dos seus sócios e a mais distante foi do Rotary Club de Corrientes, Argentina, que estava representada por um casal daquele clube. Companheiros representando 15 clubes estiveram presentes: Americana, Corrientes, Iguape, Itapetininga, Itu, Laranjal Paulista, Piracicaba, Piracicaba-Vila Rezende, Pirassununga, Rio Claro, Rio das Pedras, Santa Bárbara d’Oeste, São Paulo, São Paulo-Leste e Tatuí.

            Dali a poucos dias iniciava-se um novo ano rotário, tendo como presidente do Rotary International o companheiro KyioshiTogasakido Japão, com o lema “Participem”. Como governador do distrito assumia o companheiro Maximiliano Ferberdo Rotary Club de São Paulo-Ipiranga. Na época era costume que a governadoria também lançasse um lema complementar àquele do RI: “Praticar, Promover, Transmitir Rotary”. A meta-desafio do presidente Humberto de Campos foi “Consolidação do Clube”.

 

            O primeiro Conselho Diretor tinha a seguinte composição:

            Presidente: Humberto de Campos

            Vice-Presidente: Octávio Freire

            1º Secretário: Ivaldo Togni

            2º Secretário: Luiz Ernesto George Barrichelo

            1º Tesoureiro: Maks Weiser

            2º Tesoureiro: Antonio Oswaldo Storel

            Diretor de Protocolo: Luiz Antonio Abrahão

            Diretores sem Pasta: Nélio Ferraz de Arruda, Cândido de Faria Alvim e Moacyr de Oliveira Camponês do Brasil Sobrinho.

 

            A Revista Rotária da época trazia as informações atualizadas entre as quais uma sessão denominada “Rotary Hoje” que foi transcrita no boletim do clube número 2: “Em 1 de junho de 1968 havia 13.264 Rotary Clubs e cerca de 632.000 rotarianos em 143 países e regiões geográficas. Foram organizados 373 novos clubes em 56 países desde julho de 1967. ( Notícias de RI – Julho, 1968).

            A primeira reunião jantar do novo ano rotário aconteceu no dia 2 de julho no “Jardim da Cerveja” e na sequência da mesma foi realizada a primeira reunião do conselho 1968-69 na qual o presidente Humberto relatou as principais conclusões e recomendações conseguidas na assembleia distrital a que compareceu na cidade de Tatuí. Dirigiu diversos apelos ao secretário, tesoureiro e presidentes das avenidas visando implementar os necessários aspectos administrativos e planos de trabalho para o ano que se iniciava. 

            Duas reuniões após, foram entregues as cópias do “ Plano de Atividades e a edição do boletim nº 1 do clube, trazendo na primeira página uma inspirada mensagem sob o título “Mais um Clube, Mais Amigos” escrita pelo companheiro Losso Netto.

            A reunião inter-clubes com os Rotary Clubs de Piracicaba, Piracicaba-Vila Rezende e Rio das Pedras, realizada no dia 31 de julho em comemoração aos 201 anos de Piracicaba são destaques no Jornal de Piracicaba e no boletim do clube nº 2. Este mesmo boletim trazia votos de profícua gestão ao companheiro de clube, Nélio Ferraz de Arruda, que acabava de assumir a prefeitura do município de Piracicaba em virtude do falecimento do seu titular, Cássio Paschoal Padovani.

            O boletim de número 3, de agosto de 1968, transcrevia uma notícia de grande importância a nível da expansão rotária: a partir de 1 de julho de 1969, quatro distritos incluindo o 461 seriam reagrupados em 6 outros distritos. O nosso clube e outros da região centro-oeste do estado passariam a pertencer ao novo Distrito 462.

            Na época da fundação do Cidade Alta, o envolvimento das esposas, a nível de clube, se dava em ocasiões especiais: reuniões festivas ( assim denominadas porque as esposas eram convidadas), reuniões de companheirismo extra-clubes, reuniões domiciliares e chás). Os chás eram realizados nos dias das reuniões jantares ordinárias nas residências dos companheiros. O primeiro “chá das damas” do clube foi realizado, no dia 13 de agosto, na residência do companheiro presidente Humberto tendo como anfitriã sua esposa Vanda. 

            A primeira promoção do clube foi uma avant-première beneficente realizada no dia 9 de setembro: uma sessão de cinema de lançamento local do filme “Escalation”, no Cine Palácio, que era a melhor e mais sofisticada sala da época. A destinação da verba arrecadada foi divulgada no boletim número 5. A essa promoção se seguiram outras campanhas com divulgação na mídia local.

            A primeira reunião de companheirismo do clube foi realizada na residência do companheiro Maks Weiser no dia 22 de outubro e durante este mês também aconteceram as primeiras reuniões domiciliares organizadas pela Comissão de Informação Rotária.

            No dia 5 de novembro o clube recebeu a visita oficial do Governador Maximiliano Ferber. Em sendo a primeira reunião no gênero, os preparativos foram cercados de muito empenho e a reunião, de grande expectativa. A programação do dia constando de assembleia realizada nas dependências do Jornal de Piracicaba, almoço com o prefeito da cidade e reunião festiva foram coroadas de pleno êxito.

            A reunião do dia 14 de novembro foi dedicada a Fundação Rotária tendo os clubes locais promovido um intercâmbio de oradores e divulgação à comunidade através dos jornais locais.

            O Conselho Diretor para o ano rotário de 1969-70 foi eleito na reunião do dia 17 de dezembro e ficou assim constituído:

 

            Presidente: Moacyr de Oliveira Camponez do Brasil Sobrinho

            Vice-Presidente: Antonio Oswaldo Storel

            1º Secretário: Luiz Ernesto George Barrichelo

            2º Secretário: Octavio Freire

            1º Tesoureiro: Arnaldo Corazza

            2º Tesoureiro: Arlindo Azeredo

            Diretores sem Pasta: Luiz Antonio Abrahão e Helládio do Amaral Mello

 

            Na posse do Conselho 1969-70, meses depois, já estava eleito, também, o diretor de protocolo, Olício Hellmeister; como 1º tesoureiro, João Anselmo Schimidt que substituia Arnaldo Corazza e Humberto de Campos assumia como diretor sem pasta ( último presidente).

            Nessa oportunidade já era conhecido o futuro presidente do RI, James F. Conway,

dos Estados Unidos que lançou o lema: “Revisar e Renovar”. Também já estava eleito a futuro e primeiro governador do novo Distrito 462, Moacyr de Mello Sádo Rotary Club de Ourinhos.

            Fato marcante do mês de janeiro foi a Conferência Distrital realizada em São Paulo nos dias 21 a 25 desse mês. Como presidente eleito compareceu o companheiro Moacyr Camponez que apresentou um interessante relato que foi publicado no boletim número 8. No seu relatório destaca que: “nos dias 22, 23 e 24 houve, também, o 3º Encontro das Casas de Amizade de Associações de Famílias de Rotarianos do Brasil, uma realização das esposas de rotarianos, que já está tomando grande vulto, mostrando que as mulheres também estão envolvidas no nobre ideal de servir, no campo da beneficência”. Essa experiência trouxe uma grande motivação ao casal Camponez do Brasil, de sorte que Da. Terezinha, de saudosa lembrança, trouxe para Piracicaba as informações e motivações necessárias às esposas dos companheiros dos três clubes de Piracicaba de onde veio a nascer a AFROP-Associação de Famílias de Rotarianos de Piracicaba. A primeira grande realização da AFROP foi uma feira de economia cujos resultados extrapolaram os planos iniciais.

            A 25 de fevereiro de 1969, o clube começava a promover sua expansão admitindo novo sócio, fato que viria a se repetir em 17 de maio com mais duas admissões.

            No dia 28 de março, em reunião festiva o clube comemorou seu primeiro aniversário que, entre os companheiros visitantes, esposas e convidados, contou com a presença do Governador do Distrito, companheiro Moacyr de Mello Sá.

            Reequipamento do Corpo de Bombeiros foi o tema da reunião-debate realizada no dia 13 de maio e que contou com a presença do Tenente Silas Varella Sendin, comandante da corporação, que em 1995, cerca de 26 anos depois viria ser admitido como sócio do Cidade Alta.

            Em junho de 1969, preparando-se para o novo ano que se aproximava, os futuros dirigentes compareciam à Assembleia Distrital e, fórum de liderança que se realizou em Botucatu no dia 22 de junho.

            No dia 25 de junho, o clube se reuniu na derradeira reunião do ano rotário da fundação do Cidade Alta. Antes de encerrar a reunião, quando o pavilhão Nacional foi saudado com uma vibrante salva de palmas, o companheiro Humberto, ao fim de seu mandato de presidente deste ano rotário de 68-69, disse da sua satisfação em constatar que o clube achava-se perfeitamente consolidado, uma vez que esse era o objetivo do Cidade Alta em seu primeiro ano de vida, e fez um agradecimento que sensibilizou a todos. Um a um dos componentes do clube foram citados pelos trabalhos que realizaram em suas comissões.

Voltar para página de abertura